As minhas corridas na estrada

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Lamurias

Aviso à navegação: este post contém doses elevadas de queixume e lamurias, avancem por conta própria e risco.

PORRA PRA ISTO!

Farto, farto, FARTO destas merdas de dores e dorzinhas que não há meio de passarem! Desde Arga, altura em que provavelmente atingi um pico na preparação para o UTAX, que parece que abri a puta da caixa de Pandora. Ora é o gémeo direito, depois o gémeo esquerdo que tinha ciúmes, depois a merda do pé que no trabalho achou boa ideia virar-se ao contrário, bastões de carbono trocados por canadianas de alumínio... Três meses sem jeito nenhum de pára arranca nos treinos, provas canceladas umas atrás das outras, objectivos redefinidos, forma a milhas de distancia, moral a descer, peso a subir... BAAAAH!

Eu sei, o corpo humano não é uma máquina e o esforço a mais eventualmente tem que se pagar. Há 3 anos que não tinha um período de paragem de mais de uma semana, calculo que isto seja uma espécie de karma de corredor. Mas porra, já chega!!

Isto tudo conseguiu eclipsar um ano que até Setembro estava a ser perfeito, com boas provas e principalmente muito e bom treino. Se nos primeiros 9 meses tive uma média de 300km/mês, passei a 170 no ultimo trimestre. Até o somatório final ficou nos 3200km, aquém dos 3400 do ano passado. 

Entretanto têm sido muitas as provas canceladas. Mora, Ericeira, São Silvestre e Vicentino já saltaram, agora são os Abutres que estão no limbo. O que me assusta mais é o primeiro grande objectivo de 2016 a aproximar-se a passos largos, o MIUT. Faltam apenas 4 meses e sei, por experiência própria, que terão que ser 4 meses muito intensos para sobreviver novamente à Madeira. Quanto ao segundo objectivo, se tiver sorte falaremos dele a 13 de Janeiro.

O lado positivo é que parecem haver melhorias ultimamente. Vou arrastar-me para aquela luzinha ao fundo do túnel e rezar para que não seja só um frontal com pouca pilha esquecido no chão. Um revés agora era devastador para a moral e para os objectivos do ano novo que se aproxima.

Vamos lá a isto, então.


15 comentários:

  1. Força Filipe, sei bem o que custa, este ano também não tem sido nada fácil aqui para as minhas bandas! Mas força, tudo se há-de compor, leve o tempo que levar!

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Força Filipe, é apenas uma fase menos boa, um obstáculo que tenho a certeza que vais ultrapassar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Força!
    Há um ditado popular que diz: "Não há mal que sempre dure, nem bem que se não acabe!"
    ... e temos que viver com esse karma! :)

    As melhoras!
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Força Filipe, espero que a recuperação agora seja definitiva e que possas "atacar" esses objectivos.
    Abraço e aproveito para te desejar um excelente 2016

    ResponderEliminar
  5. Ânimo, meu caro. Com calma a coisa vai lá!
    Boa recuperação e um óptimo 2016! Abraço

    ResponderEliminar
  6. Ânimo, meu caro. Com calma a coisa vai lá!
    Boa recuperação e um óptimo 2016! Abraço

    ResponderEliminar
  7. Compreendo-te perfeitamente, Filipe

    Muita força!

    Um abraço e que 2016 leve isso tudo daqui para fora!

    ResponderEliminar
  8. Força, encontro-me em situação algo semelhante em termos de lesões que foram aparecendo, e a disposição e vontade para correr também não abundam...mas nada como a perspectiva de um novo ano para recomeçar e repensar a corrida! Boa sorte com a recuperação!

    ResponderEliminar
  9. Raios partam o final do ano!

    Eu sou da opinião que, às vezes, paragens - forçadas ou não - são boas porque nos ajudam a redefinir objetivos, metodologias e aclarar as ideias. Esta tua paragem é forçada, sem dúvida, mas podes aproveitá-la de forma positiva para fortaleceres o corpo e mente para quando estiveres recuperado.

    De resto, espero que em Janeiro te saia a sorte grande e que em Abril eu espero por ti em Porto Moniz! :)

    Abraço e excelente ano 2016!

    ResponderEliminar
  10. As melhoras, Filipe!
    Terminar 2015 em maré baixa para iniciar 2016 em maré alta.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. As melhoras e coragem! Eu encontro-me na mesma situação, poucos dias de me inscrever no MIUT tive de ser operado e estive mais de um mês sem treinar e agora faço-o condicionado. Vou lá estar e vou treinar até lá chegar o que não vou fazer é desistir antes de começar.... mas não podemos desistir....

    ResponderEliminar
  12. Siga! 2015 já era, agora vem aí 2016 que vai ser bem melhor!
    Rápida recuperação e força para todos esses objectivos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Deixa-te de sentimentos negativos Filipe, é só uma fase menos boa, quando deres por ti estás ai a estragar-te outra vez por esses trilhos!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  14. oh porra! deixa-te de merdas e vai treinar!

    Com juizo, atendento às actuais limitações ou condição fisica mas vai!

    Tu próprio o escreveste, 3 anos sem nada de mais, anos e anos de provas brutais, com um pico brutal.

    Não quero dizer que te ia acontecer algo (até porque essa no trabalho...) mas é normal com o acumular de km que as queixas aumentem.

    Resete und restarte, ou parecido.

    Abraço, um grande 2016 (é bissexto?) e as melhoras

    PS: se te leio nos bons momentos também te aturo nas lamurias ahaha

    ResponderEliminar
  15. INFORMATIVO!! Proteja-se dos assaltos! Relógios Replicas com qualidade AAA, as melhores lojas de réplicas no Brasil em SP.. Réplicas de Relógios, dicas e promoções exclusivas...vários modelos temático sobre carros e motos das marcas de Réplicas de Relógios Masculinos , Réplicas de Relógios de Luxo.
    Acesse: www.replicasderelogiosfamosos.eco.br.

    ResponderEliminar